Movimento Bandeirante: um século promovendo a cidadania

“Vale a pena ser bom, mas o melhor é fazer o bem” é a frase, dita pelo fundador Robert Baden-Powell, que marca as atividades do Movimento Bandeirante que desde 1919 trabalha para a formação de valores e a vivência cidadã de crianças e jovens brasileiros. Inicialmente integrado apenas por mulheres, o Movimento possui programas inovadores de educação não formal, de desenvolvimento de liderança e de prática de cidadania e ajuda comunitária.

Porque para os seus integrantes o caminho para se conseguir a felicidade é fazendo as outras pessoas felizes.

Parabéns Movimento Bandeirantes pelos 100 anos formando e transformando vidas!

Quanto tempo de vida tu perdes no trânsito?

Foto: Claudio Fachel / Arquivo JC

Como Vereador e Presidente da Frente Parlamentar para a Melhoria do Trânsito – FRENTRÂNSITO – tenho me dedicado a estudar e buscar soluções para os problemas de mobilidade em Porto Alegre. Vejo e sinto a grande perda de tempo que os engarrafamentos acarretam.

Aliás, tu sabes quanto tempo perdes no trânsito?

Façamos a conta.

Hipoteticamente falando, em um trajeto de 20 minutos até o trabalho, a pessoa leva 40 minutos no horário de pico para chegar ao seu destino. Vinte minutos a mais na ida e na volta. Um total de 40 minutos por dia perdidos pela demora no deslocamento. Se multiplicarmos por cinco dias na semana e 30 anos de trabalho serão quase seis meses desperdiçados no engarrafamento. O que tu conseguirias fazer com todo este tempo a disposição?

A perda deste “semestre de vida” poderia ser evitado se tivéssemos um planejamento melhor de mobilidade urbana com mais investimentos da administração municipal nesta área. Algumas soluções são simples e minimizariam grandes problemas, como a instalação de siga livre, redução de canteiros (pouco aproveitados) para ampliação da pista de rolamento, automatização de semáforos e construção de passarelas para pedestres.

Isto melhoraria o tráfego do transporte coletivo e de automóveis, que correspondem a maior parte dos veículos que circulam no Município (cerca de um milhão de carros por dia útil).

Ou seja, todos os modais precisam trafegar em harmonia na Cidade com o transporte coletivo sendo priorizado, mas tendo em mente que só a criação de faixas exclusivas (como na Independência e Ipiranga) não acabará com os engarrafamentos nem fomentará o uso do ônibus.

Assim como construir ciclovias não planejadas não incentivará o deslocamento por bicicletas. É preciso fazer mais. É necessário planejar a mobilidade levando em consideração a geografia e a vocação de cada bairro. Está na hora de termos um programa efetivo e a longo prazo que melhore o trânsito na Cidade. E isso não se faz sozinho.

Quais são as tuas sugestões para melhorar a mobilidade em Porto Alegre?

Demandas atendidas

No mês de outubro, minha equipe protocolou 74 solicitações de serviço à Prefeitura. No acumulado de todo o ano, já foram feitos 714 pedidos, sendo que 48% foram atendidos, 46% estão em andamento e 2% não serão realizados.

As secretarias que mais receberam demandas foram de Serviços Urbanos e de Infraestrutura e Mobilidade e o Departamento de Água e Esgoto. Entre os bairros, Sarandi, Navegantes e Centro Histórico lideram o número de solicitações.

Se tiveres alguma pedido, envie por aqui.

Rua Walton Pontes Carpes

Com muita emoção ajudei na colocação da placa indicativa da Rua Walton Pontes Carpes que foi, por mais de 15 anos, meu Chefe de Gabinete da Câmara Municipal de Porto Alegre.

Walton, como a placa informa, foi um católico atuante, participante como palestrante no Movimento dos Cursilhos de Cristandade e da Associação dos Dirigentes Cristãos de Empresas-ADCE e foi grande divulgador da Doutrina Social Cristã. A denominação da Rua é de minha autoria e fica no Bairro Vila Nova defronte ao Condomínio Residencial Barra Garden.

Além deste logradouro, mais dez projetos de lei de denominação de ruas, foram aprovados neste ano:

– Avenida Pedro Américo Leal, no Bairro Cristal, entre as avenidas Icaraí e Diário de Notícias;

– Rua Nossa Senhora do Caravaggio, localizada no Loteamento Senhor do Bom Fim, no bairro Sarandi;

– Largo da Medicina, no Centro Histórico;

– Rua Carlos Rivaci Sperotto, no bairro Jardim Carvalho;

– Rua Gennarino Laitano e Rua Roni Ângelo Ferrari no bairro Restinga;

– Rua Tio Tony, Rua Novo Horizonte e Rua Frederico Eduardo Sobbé, no Loteamento Irmãos Maristas, no bairro Mário Quintana;

– Rua Ezonira Prado Farias no bairro Santa Rosa de Lima.

Votação do Orçamento Municipal de 2020

Foto: Omar Freitas / Agência RBS

Foi aprovada, no dia 07 de outubro, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2020 que prevê um déficit de R$ 336,5 milhões. A despesa deverá ser de R$ 8,059 bilhões enquanto a receita será de R$ 7,723 bilhões. Segundo o Executivo, este déficit será suprido com as receitas extraordinárias previstas para o próximo ano.

Agora estamos discutindo a Lei Orçamentária Anual (LOA), que terá de ser aprovada até 05 de dezembro. Na proposta, a Prefeitura expõe que as receitas próprias deverão ser de R$ 4,3 bilhões, 55,2% do total, sendo R$ 2,420 bilhões serão arrecadados com IPTU, ISSQN e ITBI. Além disso, o objetivo do Executivo é captar R$ 900 milhões em investimentos para obras de infraestrutura viária, regularização fundiária e melhoria nas redes de abastecimento de água e esgoto.

No âmbito das despesas, a maior continua sendo com a folha de pagamento dos servidores ativos e inativos, na ordem de R$ R$ 3,6 bilhões. Apesar do valor elevado, este número é 4,5% menor em comparação a 2019. Já em Educação, Saúde e Saneamento serão gastos R$ 2,6 bilhões.

II Caminho dos Santuários: emoção e Fé nas ruas de Porto Alegre

No dia 19 de outubro foi realizado o II Caminho dos Santuários, evento turístico-religioso que reuniu mais de 300 peregrinos caminhando pelas ruas de Porto Alegre. Nos 10 km do percurso, entre os santuários de Nossa Senhora do Trabalho e de Nossa Senhora de Fátima, os fiéis passaram pelas igrejas São Vicente de Paulo, Imaculado Coração de Maria, Santa Bárbara e Madre Teresa de Calcutá, além dos parques Vinte de Maio e Chico Mendes.

O evento foi finalizado com uma missa celebrada pelos padres Renato Schneider, José Luiz Schaedler e Werner Rauber no Santuário de Fátima.

 

Conselhos Tutelares: Por que tão poucas pessoas votam neste dia?

Criados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os Conselhos Tutelares são órgãos encarregados pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos das nossas crianças e jovens. São eles que recebem denúncias de violações de direitos, que notificam o Ministério Público, que pedem a troca de guarda familiar, que atuam em casos de violência doméstica, além de fiscalizar as políticas públicas criadas para este segmento de pessoas que representa o futuro da nossa cidade.

 

Suas atribuições já demonstram sua importância, por isto me pergunto: Por que tão poucas pessoas votam neste dia?

Neste ano votaram 43.754 eleitores de um total de cerca de 1,1 milhão de pessoas aptas a votar em Porto Alegre. Se houve crescimento em relação ao pleito anterior, quando votaram pouco mais de 16 mil pessoas, ainda é muito pouco face a importância destas pessoas para nossa comunidade.

Dos 185 candidatos, pré-selecionados por seus currículos e por uma avaliação escrita, 50 foram eleitos para atuar em uma das 10 microrregiões de Porto Alegre. Destes, 76% são ou já foram conselheiros titulares ou suplentes. Ou seja, uma renovação muito baixa, talvez reflexo da pequena participação da sociedade no processo eleitoral.

Muitos desconhecem até mesmo a existência dos conselhos, o que dizer então de sua atuação. Outros se acomodam e acabam esquecendo de exercer sua cidadania. Com isto, algumas organizações que tem histórico de militância e se utilizam destes órgãos como trampolim para cargos políticos acabam se beneficiando, pois com poucos votos conseguem eleger seus filiados.

Não podemos perder de vista as responsabilidades que elenquei no primeiro parágrafo deste texto, afinal o motivo de existência destes conselhos são nossas crianças e jovens. E é por eles que peço a ti que, caso não tenha tido oportunidade de votar neste domingo passado, marque um compromisso na sua agenda para daqui a quatro anos.

Porto Alegre agradece!