O Lago Guaíba e suas potencialidades

O Lago que propiciou que nossa Cidade tivesse “porto” no nome, volta a ser querido por ela. Foi a carga e descarga de mercadorias que fomentou o crescimento econômico do vilarejo, então conhecido como Porto dos Casais, e sua ascensão à Capital do Estado. Porto Alegre em seus 247 anos tem muito o que comemorar e muito para melhorar.

Poderíamos começar pela nossa relação com o Guaíba.

Há quase um ano, estamos encantados com a Orla Moacyr Scliar. Mas ela representa apenas 1,3 km dos 75 km de Orla que Porto Alegre possui.

Transporte hidroviário, turismo e esportes náuticos, pesca e mineração são algumas das potencialidades do Lago que poderiam gerar desenvolvimento econômico, empregos e impulsionar estes setores na Cidade. Especialmente, em meio à crise econômica que tem assolado o Município recentemente.

Claro que há ações e atividades que ocorrem nestas áreas, mas são poucas perto do que o Lago possibilita.

Na última semana, fiz um passeio de barco pelo Guaíba. Fui da Ilha da Casa da Pólvora até a Ponta Grossa. O cenário é deslumbrante assim como os problemas são evidentes.

Havia galhos e pedras grandes em alguns trechos, locais assoreados, esgoto sendo despejado, poucos trapiches e por aí vai. Na Ilha da Casa da Pólvora, por exemplo, o trapiche está quebrado. Há anos busco o apoio das secretarias de meio ambiente para arrumá-lo e tornar, novamente, a Ilha turística. Chegando perto da Ilha do Presídio, quase encalhamos. Havia trechos com 1 m de profundidade.

Aliás, esta é, atualmente, a maior preocupação de quem utiliza o Lago, que ele se torne inavegável. E é isso que irá acontecer se o desassoreamento não for permitido. Desde 2017, há uma medida do Ministério Público Estadual proibindo a retirada da areia. A SEMA está recorrendo.

Enquanto isso, nós vamos desfrutando de uma pequena porcentagem das potencialidades do Guaíba. O que já é deslumbrante. Afinal, agora, já não temos só o “pôr-do-sol mais bonito do mundo” como também um dos pedaços de orla mais bonito do País.

Um comentário em “O Lago Guaíba e suas potencialidades

  1. Prezado vereador,
    Moro no bairro Belém Novo em POA, ou seja, bastante próximo da orla do lago/rio/estuário Guaíba.
    Sou professor da UFRGS (Faculdade de Ciência Econômicas, no campus central) onde leciono no turno da noite e, durante o dia, trabalho no cento de POA.
    Assim, todos os dias me desloco de carro sozinho para o centro, algumas vezes de lotação.
    Todos os dias perco mais de 1hs para ir e, dependendo do horário, mais 1h para voltar, por causa do trânsito intenso.
    Pergunto ao senhor porque até hoje não utilizamos o rio/lago para fazer esse trajeto? É uma absurdo essa questão!
    Estamos no século 21! Ir de barco, catamarã etc seria algo EXTREMAMENTE útil para a população!!! Sem sinaleiras, sem trânsito.
    Liberaria boa parte do trânsito nas vias. Teríamos uma economia de combustível etc.
    Conheço vários países (inclusive subdesenvolvidos) que possuem esse tipo de serviço, e funciona.
    Meu sonho é poder pegar um transporte coletivo (barco) em Belém Novo e ir até o centro e, depois, de noite, pegar de volta e retornar para o meu bairro.
    Só isso …
    O senhor,como vereador eleito, poderia nos ajudar em algo nessa direção?
    Grato.
    Prof. Sergio Rangel

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s